Páginas

quinta-feira, 20 de abril de 2017

1 mês!

Pois é...  O Gabriel está já fez um mês...

Um mês cheio de descobertas, ajustes desafios...
Da última vez que cá estive,  disse que falaria sobre o parto e como foi comparativamente com os outros...

Numa palavra "diferente".  Não vou estar com fundamentalismos, e simplesmente não achei este melhor ou pior que os outros,  foi diferente...

Há quase 6 anos atrás a Carolina nasceu de parto normal, induzido, com epidural num hospital público...

Há pouco mais de 3 anos o João nasceu de parto normal, natural,  no privado (cheguei a descrever o parto aqui) - a lição a tirar deste foi: Não ir para um hospital privado em trabalho de parto em estado adiantado... Tudo correu bem, mas podia ter sido diferente...

O Gabriel nasceu de cesariana, aquela que eu temia e que nunca quis... O Gabriel estava sentado há 3 meses e não dava mostras de querer virar... O Gabriel estava pequeno de acordo com os padrões normais (mas dentro dos parâmetros dos irmãos)...

A médica que me seguia no hospital disse que, a continuar sentado, seria uma cesariana... Mas, caso entrasse em trabalho de parto e chegasse ao hospital em estado adiantado poderia ser normal por não dar tempo para a cesariana...

Como nunca fui boa com sintomas de parto (não sei o que é uma contração dolorosa), cheguei a ir com vários falsos alarmes às urgências.

Entretanto como o bebé estava pequeno e já tinha passado das 36 semanas estava a fazer ecografias com mais frequência,  entre 2 a 3 dias de intervalo entre ecografias no máximo para monitorizar pelos fluxos se estava tudo bem com o bebé e se ele estava a receber tudo o que precisava...
No dia em que fazia 38 semanas,  nova ecografia...  O meu marido levou-me, combinei com ele ir buscar-me dali a 30 ou 45 minutos... Na ecografia a médica disse que estava tudo bem com o bebé 👶 mas que se estava a notar uma inversão nos fluxos e simplesmente disse que já não sairia do hospital. Ia ficar internada até ser possível fazer a cesariana (disponibilidade de equipa e de bloco de operações) que seria entre aquele dia ou a manhã seguinte...
Liguei ao meu marido para ir ter comigo,  mas para em vez de me ir buscar, para me levar os sacos da maternidade... 

«uma prova de que o 6º sentido funciona? Antes de ir fazer a ecografia coloquei a fraldinha que tinha bordado no saco do bebé,  tinha feito sopa para os filhotes para o jantar e já tinha preparado roupa para eles para o dia seguinte para a escolinha pois era a festinha do dia do pai... »

Entretanto fui encaminhada para a enfermaria...
Todos achavam que a cesariana seria naquele dia,  mas ninguém podia dar certezas... Havia mais cesarianas a fazer, e haviam alguns partos normais em curso...
Os mais velhos foram para a casa dos avós... O meu marido foi ter comigo por volta das 20:30... Tinha que sair às 21h (regras do hospital)...  Por volta das 21:40h perguntamos a um enfermeiro se sabia se sempre seria naquele dia a cesariana...  Ele disse que não sabia que era melhor os meninos ficarem em casa de alguém pois podia ser chamada para o bloco em qualquer altura... O meu marido saiu e eu fui a casa de banho... Quando estou a sair da casa de banho andavam à minha procura para ir para o bloco...
Liguei ao meu marido,  que nessa altura estava na porta do hospital,  para ir jantar e para voltar de seguida...
Fui para o bloco... Eu não me tinha preparado minimamente... Não pesquisei quais eram os passos de uma cesariana...  (mas tinha pesquisado partos naturais pélvicos)...
Veio o anestesista fazer o questionário dele, veio a enfermeira fazer o questionário dela e fui levada para a sala de operações deram-me a anestesia e ficou tudo confuso...  As vozes dos médicos e enfermeiros ficaram misturadas... Estava a dar música,  não sei quem escolheu...  Sem que quando o Gabriel saiu e mo mostraram estava a dar AVICII - Waiting for love...
Não custou, foi rápido,  ele estava perfeitinho... E quase não cabia na roupinha que levei... Nasceu com 47,5cm e com 2850g...
Desde que saiu até voltar para a minha beira esteve a chorar...

Fiquei apaixonada assim que o vi... Continuo apaixonada...


domingo, 19 de março de 2017

Já nasceu o Gabriel!



Já andávamos com controlo apertado...
Tínhamos consultas semanalmente,  e, como o bebé tinha baixado de percentil,  estávamos a fazer ecografia com verificação de fluxos de 2 em 2 dias...
Independentemente da parte médica, o corpo começava a dar sinal que estaria para breve... Essa parte assustava-me. O bebé estava sentado...
Apesar da apertada vigilância,  tinha indicação de qualquer sensação estranha que pudesse indicar trabalho de parto,  ir às urgências...  E fui... Pelo menos umas 3 vezes... Eram falsos alarmes...
Na quinta feira,  dia 16 de Março de 2017,  tinha marcado uma ecografia de verificação de fluxos... O meu marido foi levar-me, e tinha combinado que me fosse buscar meia hora depois... Mas isso já não aconteceu...
Na ecografia notou-se o início de inversão de fluxos e a médica disse que já não iria sair do hospital,  ia ficar internada,  para logo que possível ser feita a cesariana...
Foi a única vez nesta gravidez que eu não imaginei que fosse ficar...
Correu tudo bem, o meu bebé nasceu perfeitinho e saudável...  Até agora o Gabriel,  Ângelo Gabriel,  está a portar-se como um anjinho...
Um dia falo de parto... Como foi, a diferença das outras experiências,  o que senti... Mas fica para outro dia...
Vou aproveitar mais um bocadinho o meu mais pequeno... Enquanto estamos por aqui relativamente calminhos... Quando regressarmos a casa imagino que vá reinar a confusão...  Até lá, vou ser um bocadinho mais a mãe só do Gabriel...


quarta-feira, 8 de março de 2017

36 semanas

Falta menos de um mês para a chegada do Gabriel...
Tenho andado desaparecida do blogue...  Que é como quem diz, não tenho escrito nada... Continuo a espreitar os vossos cantinhos,  mas raramente tenho comentado...

Na horta,  as coisas estão atrasadas... Mas dado que só tenho delegado tarefas, vai-se fazendo o possível...  Logo que se veja qualquer coisa na estufa tiro fotos,  coloco no blogue da horta e partilho aqui também...

 Quanto ao Gabriel,  está dentro dos parâmetros normais de desenvolvimento...  Mas para já continua sentado...  Vamos ver como corre...

Beijinhos o obrigada a quem continua desse lado...

Até à próxima!

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Dos dias que vão correndo...

Mais uma semana se passou...


Na semana passada houve consulta de acompanhamento da gravidez com avaliação de análises e estado em geral... O que acabou por dar em baixa...


Os resultados das análises não estão muito bons, o que pelo menos explica o cansaço extremo que sentia e a sede também... Outras queixas de dores localizadas que tinha também estão explicadas... São varizes...


Quanto ao bebé,  como a consulta foi no centro de saúde "só" foi avaliado o batimento cardíaco e o tamanho da bolsa e esses valores estão bem... Fui encaminhada para o hospital, para especialidade (dos valores anormais). Estou a aguardar que seja chamada para consulta... 


Na próxima semana tenho consulta no obstetra o já espreito o meu rapazinho...

Posto isto... Todas as listas e listinhas de coisas a fazer que eu tinha, transformaram-se em listas e listinhas para mandar fazer sob minha supervisão... :-D

Uma coisa que tinha pendente de tratar era comprar algumas roupinhas novas para o #baby3...  Eu sei que tenho muitas roupinhas dos irmãos, mas para a maternidade queria que fossem novos... (pancas minhas...)


Para o que queria,  comprei isto.. Nao é tudo o necessário mas com o que já tenho já consigo compor o saco da maternidade...


Outra coisa que tinha na lista de pendentes era a casa da árvore...  Já tínhamos a casa, já tínhamos a árvore... Faltava juntar as duas... 

E o que melhor do que um domingo com toda a gente na casa dos sogros? É só juntar as minhas skills de chefe com força de trabalho existente... Et voila! 


Põe-se o marido, sogro e cunhado a carregar uma casinha árvore acima, põe-se o marido a aparafusar a casinha e temos (ou melhor, os miúdos têm) uma casa na árvore!



Coisas que faltam fazer na casinha... Um degrau de acesso à casinha e proteções da varanda que ficou...

Por hoje é isto...
Até breve!

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

2017


Chegou 2017... Quase não dei por ele chegar... Parece que foi ontem que chegou 2016 e já foi...
Tinha muitas coisas a fazer em 2016, algumas fiz, outras não... Fiz também outras que nem me tinham passado pela cabeça... E já foi...
O que quero para 2017? Acima de tudo ser feliz junto dos meus! O resto é acréscimo... Mas claro que quero mais...

  • Quero um ano mais calmo, mais aproveitado e mais disponível para os meus pequenos... Quando der conta já estão crescidos e já "não querem saber de mim"...
  • Quero aproveitar mais o tempo de recém nascido do bebé que vai nascer... Quero apreciar aquelas pequenas coisas que só acontecem nessa fase, os cheiros, os sons, o toque, o tipo de colo...
  • Quero um ano mais organizado, mais arrumado e mais limpo em casa...
  • Na horta quero um ano mais organizado, com sementeiras mais atempadas, com rega e tela adequada nas diversas áreas e culturas...


No global, 3 palavras chave escolhidas para o ano: Amor, Organização, Mudança...

Estratégias para o conseguir...

Inicialmente tinha pensado apenas em listas... Depois vi, no blog da Mafalda a agenda pessoal dela e a forma como ela a utiliza...
Na agenda, além de calendário tem também as to-do lists; o diário de gratidão; a Planificação semanal; Ementas entre outras coisas que lhe fazem sentido... (podem ver no blog dela os restantes capitulos da agenda). Estes para mim, e para a forma como quero começar-me a organizar faz todo o sentido e vou tentar usar...

Não sei se vai resultar ou não, mas se não tentar nunca vou saber...

A agenda da Mafalda
Em tempos tentei utilizar o google tasks e sinceramente, resultou, nos primeiros tempos... Depois as rotinas alteraram-se, acabei por não alterar as tarefas e deixaram de ter utilidade...

Vejo vantagens na agenda de papel à medida, tal como na altura vi no gtasks, vamos ver como corre...

Para experimentar, vou usar os templates disponibilizados pela Mafalda sem alterações, e, caso me habitue, faço "à minha medida"...

Obrigada Mafalda!

Vamos lá ver como corre...

Até breve!